terça-feira, 17 de março de 2009

A Plasticidade Cerebral e Os Períodos Sensíveis

Español
English
A Plasticidade Cerebral e Os Períodos Sensíveis

Os neurocientistas já sabem há algum tempo que o cérebro muda significativamente ao longo da vida, em resposta às experiências aprendidas. Esta flexibilidade do cérebro em resposta às exigências ambientais é chamada plasticidade cerebral.

O cérebro é fisicamente alterado através do reforço, enfraquecimento e eliminação das conexões neurais existentes, e o crescimento de outras novas. O grau de modificação depende do tipo de aprendizagem que seja feito, enquanto mais tempo tome a aprendizagem se produz maiores e mais profundas alterações.

A capacidade do cérebro para permanecer flexível, alerta, e de responder aos problemas consertá-los, é porque no decorrer da vida está preservada a capacidade da plasticidade cerebral. Antigamente pensava-se que só as crianças possuam essa capacidade de plasticidade cerebral. Isto é devido ao extraordinário crescimento de novas sinapses em paralelo com a aquisição de novas competências neste período.

No entanto, os dados descobertos nas últimas duas décadas têm confirmado que a plasticidade cerebral se mantém ao longo da vida. E porque a plasticidade baseia-se na aprendizagem, nós podemos aprender em qualquer fase da vida; contudo a forma como fazemos o aprendizado segue caminhos diferentes que varia com a idade (Koizumi, 2003; OECD, 2002).

A Plasticidade podem ser classificados em dois tipos: Experiência-expectante e Experiência-dependente.

A plasticidade Experiência-expectante descreve a tendência genética para as mudanças estruturais do cérebro no início da vida.

A plasticidade Experiência-dependente se ocupa da alteração estrutural do cérebro que ocorre como resultado da exposição durante a existência a complexos ambientes.

Muitos pesquisadores acreditam que a plasticidade experiência-expectante é uma característica da evolução das espécies: Em condições naturais, um cérebro saudável, se caracteriza por permitir-nos aprender continuamente até a velhice.

Paralelamente à plasticidade do cérebro, a aprendizagem também pode ser descrito como uma experiência-expectante e uma experiência-dependente.

O Aprendizado experiência-expectante ocorre quando o cérebro se encontra com experiências realmente relevantes, idealmente no melhor tempo, chamado "Período Sensível". Os períodos sensíveis são os momentos em que um determinado evento biológico freqüente ocorre da melhor forma.

Os cientistas têm documentado períodos sensíveis para determinados tipos de estímulos sensoriais, tais como a visão e a fala; e para certas experiências emocionais e cognitivas (como a exposição à linguagem).

Contudo, Há muitas habilidades mentais, como a aquisição vocabulário e a capacidade de ver cores, que aparentemente não passam por esses períodos sensíveis. Essas habilidades podem ser consideradas como uma aprendizagem experiência-dependente que ocorre ao longo da vida.

Os diferentes tipos de plasticidade desempenham um papel que varia em diferentes fases da vida. Então nas seguintes publicações pela internet neste blog nós consideraremos Três Fases da Vida, as chamaremos: Primeira Infância, Adolescência e Idade Adulta (Inclui os Idosos), e descrevemos as diversas características do processo de aprendizagem em todas as fases da existência.

"Understanding the Brain: The Birth of a Learning Science", 2007, page 42

4 comentários:

  1. celia felix santos24 de março de 2010 19:10

    Adorei as informações muito obrigada.vou enrriquecer meu trabalho que acabo de terminar,esse assunto é muito interessante.Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Celia o prazer foi meu, especialmente conhecer que você encontrou interessante de dita tradução.

    ResponderExcluir
  3. Caro Dr. Hegel, Minha filha de 7 anos teve um AVC ao nascer com poucas sequelas.Notamos que tem dificuldade de memorizar e interpretar situações do dia-a-dia. Em que o Sr. poderia nos orientar. Grato.
    linhalisrubens@ig.com.br

    ResponderExcluir
  4. Estimada(o) Anônimo vários conceptos:
    A primeira recomendação é a Limitação do tempo que sua filha assiste à TV, o máximo deve ser 2 horas por dia. De preferência programas de canais o programas educativos.
    A segunda recomendação ela tenha horas de sonho adequadas, em media o tempo mínimo são 8 horas.
    A terceira recomendação: Preocupar-se porque sua alimentação além ser balanceada, com pouca gorduras e açúcar, que dentro deles tenha sempre alimentos ou suplementos com Omega 3 (carne de peixe: atum, sardinha, anchovas, salmão, o cápsulas com este complemento).
    A quarta recomendação querido(a) senhor(a) e a leitura e entendimento das 5 entregas (Posts) deste blog que estão na secção Marcadores baixo o titulo "A Memória e o Aprendizado" (Tipos de Memória, "Melhore Sua memória…)

    Finalmente força, lembre se que ninguém e uma fada nem tem poderes sobrenaturais, tente ser constante e prove todos os métodos possíveis com muito amor e Constância...

    ResponderExcluir